PARÁBOLA DAS BODAS

MATEUS, 22.1-14; LUCAS, 14.16-24

Parábola/RESUMO

 
Parábola
 
Parábola — De acordo com base fundamental nas Santas Escrituras, Cristo narra uma comparação extraordinária do banquete do Casamento. Pois, toda celebração patrocinada ou fornecida pela rei era com fartura e do melhor apresentado. Porém, a rejeição do convite as pessoas que assim, eram convidados era desonroso. Segundo, JESUS CRISTO, “Portanto eu vos digo que vos será tirado o reino de Deus, e será dado a um povo que dê os seus frutos.” Atualmente, testemunhamos pessoas e nação rejeitando o convite de Deus, não consegue se adequar aos requisitos dos Céus. 
 
Parábola/INTRODUÇÃO
 
Parábola´´ “Boda é a celebração, civil ou religiosa, do CASAMENTO. É costume designar o nome de algo que seja precioso (como pedras, minerais, árvores) para cada ano completado. Bodas é a celebração das festas de casamento, sejam elas no civil ou religioso. As bodas são comemoradas todos os anos e a cada ano recebe um significado e uma denominação diferente. O termo boda tem sua origem no latim “vota” que significa  “promessa”. Boda é uma celebração de casamento, o nome é mais usado no plural: bodas e se refere aos votos matrimoniais, feitos no dia do casamento. Para cada ano de bodas existe um material que representa a nova etapa, e já é uma celebração tradicional na cultura ocidental comemorar o aniversário de bodas. A tradição das bodas surgiu na Alemanha, onde era costume de pequenos povoados, oferecer uma coroa de prata aos casais que fizessem 25 anos de casados, e uma de ouro aos que chegassem aos 50. Então, com o passar dos séculos, foram criadas outras simbologias para os anos seguintes, e quanto mais tempo de casado, maior é a importância do material, que vai do mais frágil ao mais resistente. Além dos nomes das bodas de casamento, também é possível encontrar listas com nomes de bodas de namoro, para comemoração dos meses e anos. É importante referir que as listas não são oficiais, e por isso muitas vezes há diferenças na designação de algumas bodas.” (WIKIPÉDIA, 2017).
 
PARÁBOLA DAS BODAS
 
O termo “bodas” deriva-se do latim, “vota”, que significa votos, referindo-se aos votos matrimoniais por ocasião do casamento. O termo é sempre usado no plural, ou seja, bodas, visto que, no passado, a festa de casamento costumava durar até sete dias, conforme podemos constatar no casamento de Sansão – “Disse-lhes, pois, Sansão: eu vos darei um enigma a adivinhar, e, se nos sete dias das bodas modeclarardes e descobrirdes, vos darei trinta lençóis e trinta mudas de vestes”(JUÍZES, 14:12). Portanto, Bodas no seu sentido material e lingüístico significa Festa de Casamento. Todavia, no seu sentido espiritual e bíblico, significa a consumação plena da união entre Cristo e sua Igreja após o Arrebatamento e depois do Julgamento diante do Tribunal de Cristo. Conforme esta parábola das Bodas, da para extrair ensinamento edificante para depreendermos a real vontade de Deus, revelado em Cristo aos ouvintes, públicos, seguidores e, irmãos. O que é apresentado no estudo, não é assunto abrangente, mas, sim, ponto relevante com a salvação. De acordo com a parábola, surge com a história do rei, dois convite. 1° Rejeitado pelos convidados que segundo Cristo, ao rejeitar o convite do rei, se tornaram indignos. Então, suscita o 2° convite, desse convite preencheu o local da celebração. O 2° convite chegou até nós!
 
Parábola/CONSIDERAÇÕES FINAIS
 
“Oh!  Jesus por que tu me ama? Eu, não posso explicar mais a ti, também te chama, pois deseja te salvar”(HINÁRIO, N°169.) JESUS DISSE: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”(JOÃO, 3.16).  “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (MATEUS, 11.28-30). “Vinde, ó casa de Jacó, e andemos na luz do Senhor.” (ISAÍAS, 2.5). Com apoio da palavra deste Cristo, precisamos honrar este convite e, levar aos outros também ao conhecimento deste convite, para que então, um dia possamos nos encontramos nas Bodas de Deus, sendo que o local será no céu.  O! GLORIA A DEUS!!!!
 
 
 
 
 
 
 
 
Bíblia DAKE, ed.1995,
HINÁRIO, N°169.
 
Autor: PR. WELLINGTON ALVES
 
 
 

contato@oradorwellingtonalves.com.br

copyright  ©  2014-2018  –  Pastor Wellington Alves  –  todos os direitos reservados