TIAGO



     TIAGO! Os cristãos judeus a quem Tiago se dirige enfrentavam problemas pessoais e outros maiores em suas congregações devido a religiosidade e hipocrisia de alguns entre eles. 

     Dentro desse contexto, passavam por grandes provações e tentações. Alguns cristãos despendiam absoluta atenção aos ricos (1:9-11; 2:1-13), enquanto que outros eram roubados pelos ricos (5:1-6). 

     Os cristãos judaicos por terem passado muitos anos apegados a religião local ainda competiam por cargos de liderança entre os congregados confirmando a imaturidade na fé em Cristo.

     A principal dificuldade da igreja era que muitos dos cristãos judeus não viviam de acordo com a profissão de fé em Jesus Cristo (1:22-25). 

     Além disso, a língua também causava problemas sérios (1:26; 4:11-12), a ponto de gerar conflitos e divisões na congregação (3:14); outro problema dizia respeito à mentalidade mundana e a necessidade de renovação da mente.

   

   INTRODUÇÃO


     A epístola Universal do Apóstolo Tiago é rico em informação, levando em conta a dedicação do mesmo, na Presença de Deus. 

     O conteúdo da carta é extremamente relevante para uma reflexão séria. Tanto é, que a epístola tem uma ótica Fundamental em direção a conduta cristã, além do mais, á própria carta revela assuntos referentes as provas, alertas, Sabedoria humana e, Divina, vida cristã, a língua, as riquezas e exortações. 

     Somente no Capítulo quatro (4) será abordado em chamar a atenção do leitor, estudioso, e pessoas que realmente deseja conhecer o assunto de mandamentos e repreensões para se precavi contra tudo que se opõe a união, verdade e amor autêntico.

    

   Tiago “O dedicado”

     Data e Local: Escrito cerca de 45 d.C, em Jerusalém,
     Antes do primeiro concílio cristão (51d.C)
     Autor: Tiago, o meio-irmão de Jesus (MT,13.55; MC, 6.3; GL,1.19).

     1-Tiago de Maior- filho de Zebedeu, irmão de João e apóstolo;
     2-Tiago filho de Alfeu, também apóstolo;
     3-Tiago pai de Judas;
     4-Tiago, “Irmão do Senhor”.

      1 – A lei da misericórdia;
      2 – A dedicação de Tiago;
      3 – A lei do perdão;
      4 – A lei da semeadura e colheita.


     Tiago não discute uma série de problemas variados aleatoriamente; todos esses conflitos têm uma só causa: imaturidade espiritual. 

     Os cristãos referidos pelo autor, em síntese, não estavam crescendo e amadurecendo espiritualmente; fator que aponta para o tema central da epístola: “as características de uma vida cristã madura”. 

     “Donde vêm a guerras e pelejas entre vós? Por-ventura, não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?

      ” segundo a visão apresentado em seu contexto histórico tem haver com discrepância entre os judeus e os romanos, sob pretexto de fazer apologia a sua religião e seu modo de vida. Essas guerras eram geradas por um espirito de inveja e zelo. 

      Conforme a carta Universal implicar com força na oração não respondida, devido razões logicas. Exemplificando com a mostra que impede realmente de uma oração ser materializada. 

      Havia assassinatos (v12); Desejos (vv.1,2,3,5,Jo8.44); Cobiça (v.2); Combates e guerras (v.2); Pedir para satisfazer desejos (v.3); Adultérios (v.4); Orgulho (v.6); Rebelião contra Deus (v.7); Apostasia e pecado (v.8); Mente dupla ou dúvida (v.8); Mau uso da língua (vv.11,12).

      Isto, não se referi a um Salvo em Cristo, porque se não uma resposta na petição de crente é por causa da incredulidade “Segundo o versículo 11,12: “Irmãos, não faleis mal uns dos outros. 

      Quem fala mal de um irmão e julga a seu irmão fala mal da lei e juga a lei; e, se tu julga a lei, já não és observador da lei, mas juiz. 

      Há um só Legislador e um juiz, que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que juga a outrem?”

      Do gr. Katalaleo, falar contra; falar pelas costas; difamar; caluniar (V.11; 1Pe2.12; 3.16).
Deus é o único legislador e juiz, que é capaz de salvar ou destruir. 

      O homem não tem direito de usurpar sua autoridade.

   CONSIDERAÇÕES FINAIS

 
      Em suma do assunto é valorizar o correto dos mandamentos e não rejeitar a disciplina do Todo Poderoso Deus. Pensando bem, quando se opor ao incorreto suscitará inimizada com o mundo. 

     A pregação mundana tem se, dissiminado a inverdade, iludindo aos homens com vanglória transitória.

     Desde então, não seja vitima dos laços aparentemente espetaculares das promessas Lindas (Ilusão) deste Mundo. 

REFERÊNCIAS

Bíblia de Estudo, Dake, ed.1995, p.1976, Revista Corrigida e Atualizada.

(PR.WELLINGTON ALVES)

Acompanhe pelas redes sociais

direitos autorais © COPYRIGHT 2014-2020   |  Pastor Wellington Alves – todos os direitos reservados